Quinta-feira, 3 de Novembro de 2011

Malditas formigas

Ontem fiz a visita pré-operatória a uma senhora com cancro da mama.

Contou-me como foi no início, como reagiu à notícia, a tristeza, as preocupações que desviou para a neta e como contou aos netos porque tinha que ficar careca.

Uma senhora muito bem disposta, positiva e calma.

 

"A única coisa que não me consigo livrar é do lenço"

"Quando saí do cabeleireiro a minha neta mais nova queria tirar-me o lenço, nunca me tinha visto de lenço!"

Disse-lhe que não podia tirar porque tinha piolhos. Ela, muito pequenina, nunca tinha ouvido falar em piolhos, perguntou-lhe se eram formigas e ela disse que sim.

Quando a viu sem o lenço e não via formigas na cabeça, perguntou-lhe onde estavam.

"Estão cá dentro"

 

formigas

 

"De vez em quando toca-me na cabeça: ainda tens formigas vó?"

"Sim, filha"

 

Espero que as formigas desapareçam bem depressa!

publicado por D. às 10:12
link | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


.posts recentes

. Malditas formigas

.arquivos

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

.tags

. todas as tags

Em destaque no SAPO Blogs
pub